Resenha – A menina que roubava livros

A menina que roubava livros 

Por Renata Sodré

A menina que roubava livros, do autor Markus Zusak, foi fenômeno de vendas em todo o mundo

Imagine um livro que se ambienta na Alemanha nazista durante a Segunda Guerra Mundial, e que conta a história de uma menina que gostava muito de ler. Não achou nada demais? Então, imagine que a narradora de toda a história não é nada mais nada menos que a morte!

 A “Menina que roubava livros” ganhou status de bestseller em pouco tempo e não foi por acaso. O romance do autor australiano Marcus Zusak pode ser considerada uma obra-prima da literatura atual, pois alia bom conteúdo a uma estética linguistica impressionante.

 Para começar, toda a escrita de Zusak é sublime, apesar do livro ter um tema pesado como o nazismo. A narradora onipresente descreve as cenas através de cores e isso torna a história ainda mais poética do que se poderia imaginar.

 “A menina que roubava livros” se trata de uma história sobre a história, mas também fala sobre sonhos, solidão, amizade em meio ao caos e a esperança em tempos de guerra.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: